Maternidade

Parto: 5 coisas que eu faria diferente

Eu sou mãe de primeira viagem, então não fazia ideia de como seria meu parto. Tinha muito medo, e imaginava muitas coisas, como todas as mães que nunca passaram por isso antes acho que fazem.

Gostaria de dividir com vocês algumas coisas que eu faria diferente sabendo agora como é essa experiência tão intensa.

Mas não fiquem apavoradas ou ansiosas, essa foi apenas a minha experiência, e estou fazendo um relato, nada é regra, cada um tem seu jeito de lidar com as coisas.

Faria diferente:

Se informar mais sobre partos

No Brasil, essa história de partos é meio complicada. Na época em que eu estava grávida, não tinha conhecimento de todo esse movimento de empoderamento da mulher e a importância do parto normal, natural…

Estava resolvida a fazer parto cesária justamente porque não tinha informação e tinha muito medo do parto normal, como a maioria das mulheres brasileiras.

Eu li muito sobre parto na época em que estava grávida, mas mesmo assim, na hora, bateu o desespero. Eu não tinha ninguém que pudesse me falar sobre parto normal, todas as mulheres da minha família e amigos tinham feito cesária. Eu já tinha escolhido cesária também pelo medo do parto normal, e por isso me recusava a ler sobre ele, justamente porque tinha medo, então não gostava nem de ouvir falar.

Mas no fim, tive que ter um parto normal, e por não saber como era, e o que deveria fazer, acabei sendo meio apressada e sofri por isso.

Então, o que eu teria feito de diferente seria ler sobre os dois partos, para ficar mais tranquila. Mas sem muita neura, já que mesmo estando super preparada na teoria, a prática sempre surpreende, então não adianta se descabelar por antecedência, no fim dá tudo certo!

parto cesaria

Esperar antes de correr para o Hospital

A coisa que mais me arrependo foi de ter ido logo nas primeiras dores para o Hospital, tive que passar a noite toda lá, e foi horrível passar pelo momento mais doloroso do trabalho de parto sozinha.

Se fosse hoje, eu teria esperado pelo menos a bolsa estourar, ou as dores ficarem mais fortes, mas como nunca tinha sentido a dor do parto antes, não sabia que ficariam muito piores, e nas primeiras cólicazinhas já fui pra maternidade, morrendo de medo que meu bebê nascesse no carro rsrsrs.

Pedir um acompanhante

Hoje eu sei que é lei que as mulheres tenham um acompanhante na hora do trabalho de parto, mas na época eu não sabia disso. E passei por todo esse tormento sozinha, sabendo que minha família estava do lado de fora.

Com certeza, se fosse hoje eu teria minha mãe para segurar minha mão, fazer uma massagem, me acalmar.

acompanhante no trabalho de parto

O trabalho de parto não é fácil, nem física nem emocionalmente falando, ter alguém de quem você gosta e confia ao seu lado nesse momento faz muita diferença.

Mas é bom você saber que depois que o bebê nasce, tudo acaba, e você sente uma paz indescritível.

Ter conversado mais com o médico

Me arrependo de não ter conversado mais com o meu médico, para que ele me desse mais instruções sobre o parto normal. Como eu tinha certeza que faria cesária nem perguntava sobre o parto normal, novamente tentando fugir do assunto por puro medo, uma certa negação ou até esquiva eu acho.

Quando dizem que devemos tirar toda a informação do médico que pudermos, dou toda razão. Mesmo você achando que é a pergunta mais idiota do mundo, faça. Não deixe nenhuma dúvida escapar, pode ser fundamental na hora do bebê nascer.

Ter consciência de que nada é como a gente imagina

Por fim, sei que por mais que eu fizesse as coisas de modo diferente, no final tudo daria certo.

parto

Eu achava que teria um parto cesária e acabei tendo um parto normal. A verdade é que nada é sempre como programamos ou achamos que vai ser.

Se você tem medo do parto normal como eu tinha, pode ficar tranquila, pois se tem uma coisa da qual não me arrependo, e que não faria diferente, seria sobre o tipo de parto, teria novamente um parto normal, ou natural como é certo mesmo. Foi ótimo para mim e para minha filha. Se tivesse outro filho, não faria cesária, a não ser que fosse necessário, pois como já disse, nem sempre as coisas são como a gente imagina.

93fc3241c0944813e223d49226da46e4

 

Anúncios

6 comentários em “Parto: 5 coisas que eu faria diferente

  1. Sim e cada vez que eu vejo um relato honesto como esse eu respiro aliviada! A gente consegue compreender que as dores também fazem parte da maternidade, que é mais uma etapa nova na nossa vida e que por mais que tenha sido desejada, será complicada e pode ter lagrimas e angustia também. Eu sinto o mesmo quando vejo a minha pequena desenvolvidinha, tentando engatinhar e sorrindo pra mim. Sinto que valeu a pena ❤
    Beijão!!

    Curtir

  2. Obrigada! Fico muito feliz com a indicação! E você tem toda a razão sobre o Puerpério, vou relatar o meu qualquer dia, tbm não foi nada fácil, mas tudo vale a pena quando vê seu pqno crescendo, mas precisamos desromantizar a maternidade, para que as mulheres sejam mais compreendidas e menos julgadas, acima de tudo ajudadas! Bjks

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu sempre fico muito tocada com relatos de partos. Eu confesso que durante a minha gestação eu fiquei enloquecida com o assunto! Também tive parto normal, mas estava preparada para as dores, o tempo da minha filha de nascer e o de sentir o quanto meu corpo aguentaria colaborar com a minha pequena. Tudo perfeito, né? Nem de longe! Tive uma gravidez bem complicadinha e com sustos. Na reta final da gestação eu precisei trocar de médica, pois a mesma que tinha me autorizado uma viagem, me deu um esporro e tentou antecipar meu parto, o que me deixou com desconfiança a respeito de todo o trabalho dela. E o que mudaria ou tentaria conversar seria sobre o Puerperio! Eu nunca imaginei o quao dificil ele seria. Adorei a sua honestidade ao repassar sua experiência!
    E Ahhh, eu indiquei o Cara de Cotia ao premio Dardos Blogger, pq esse blog é muito amor ❤
    https://histericaspontocom.wordpress.com/2016/07/06/premio-dardos-blogger/
    Espero que goste! beijooos ❤

    Curtido por 1 pessoa

  4. Querida, uma boa hora pra você. Como disse no post, por mais que fiquemos nervosa, no fim tudo acaba bem. Aqui no Brasil temos muitas cesárias, está havendo uma grande campanha pelo parto natural, e eu tbm acredito que seja o melhor. Por favor dê notícias quando seu bebê nascer, que venha com muita saúde! Bjks

    Curtido por 1 pessoa

  5. Cotia! Sempre aqui para me iluminar! Hahaha

    Aqui em Espanha, e creio que em Portugal também (de onde sou) não podemos escolher o tipo de parto que queremos, pelo menos no hospital público, acho eu.

    Toda a gente me tem falado do parto normal como o que vai acontecer por defeito, sendo que a cesariana seria só numa urgência.

    O meu dia está a aproximar-se e tenho estado tranquila até agora, mas é aquela tranquilidade de quem não sabe para o que vai lol. EStou a ficar um pouco assustada, como é normal, mas nem sei se quanto mais vejo/leio/falo me assust ou me tranquilizo mais.

    Seja o que tiver de ser.
    Um beijo**

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s