Filosofando

Então eu sou uma mulher das cavernas!

Existem estudos por aí que dão a seguinte explicação para a preguiça: Nossos antepassados precisavam descansar o máximo no tempo livre que tinham, para poder guardar energia para caçar quando estivessem com fome. Pois bem, sendo assim, eu ainda sou uma mulher das cavernas, ou pelo menos meu cérebro pensa que sou. E eu não… Continuar lendo Então eu sou uma mulher das cavernas!

Filosofando · Meio divertida

Minha relação com esse bloguinho lindo

Minha relação com esse blog da vida é a seguinte: Se eu entro nele e começo a escrever não quero mais parar, mas se não abro o computador, se não entro aqui pra ver o que rola, ou se não tenho nada que não quero fazer e entrar no blog pra procrastinar, simplesmente esqueço que… Continuar lendo Minha relação com esse bloguinho lindo

Filosofando

Já parou pra pensar como sua vida é maravilhosa?

De vez em quando a vida carrega a gente, vem esse turbilhão de coisas, acontecendo tantas coisas ao mesmo tempo, como se estivéssemos dentro de um tufão. E acabamos não reparando em todas as coisas maravilhosas que estão ao nosso redor. Parece que nossos olhos estão sempre mirando nos problemas, como se ficássemos de tocaia,… Continuar lendo Já parou pra pensar como sua vida é maravilhosa?

Filosofando

O que os ventos trazem, o que os ventos levam!

Não sei na cidade de vocês, mas aqui onde moro deu uma ventania grande um dia desses e aconteceu algo que acho que veio para mudar minha vida por completo. Apesar de eu já estar meio que caminhando para isso, essa ventania parece que trouxe um ponto final para essa situação, ou mesmo um ultimato… Continuar lendo O que os ventos trazem, o que os ventos levam!

Filosofando · Meio divertida

Primeiro amor… um livro!

Eu adoro ler, sempre fui uma amante dos livros. Na verdade, meu primeiro amor foi um pequeno exemplar que descobri na biblioteca da escola de “Sonho de uma noite de verão”. Eu fiquei tão gamada nesse livrinho, que não bastasse ter lido mil vezes, toda vez que ia à biblioteca dava uma olhadinha nele, pegava, folheava,… Continuar lendo Primeiro amor… um livro!